Flechas certeiras: traços e onze poemas

> 1- POETA

> O Poeta

> ouve com os olhos,

> vê com a língua,

> fala pelas orelhas.

>

> 2- FINJA

> Finja que acredita

> na Realidade

> (ou todos pensarão

> que você enlouqueceu).

>

> 3- FUTURO

> O Futuro é um passado

> que finge

> (só hoje)

> que ainda não aconteceu.

>

> 4- DEVOÇÃO

> Finja que acredita

> que você está só fingindo...

> Acredite que você só finge

> que está acreditando.

>

> 5- GOTEIRAS

> Em casa de ferreiro,

> goteiras miles.

> Em casa de pedreiro,

> colher de pau

>

> 6- SÃO TOMÁS

> Dizia San Tomás:

> De boca fechada

> não saem moscas,

> nunca mais.

>

> 7- TRABALHO

> O trabalho mata

> o asno...

> é melhor...

> que não o toques.

>

> 8- O ENTERRO

> DO CONDE DE ORGAZ

> Abaixo à esquerda

> El Greco e seu filho

> Jorge Manuel

> comem um portentoso

> porco assado,

> com bem pintado

> expressivo apetite.

>

> 9- NO CÉU

> A Razâo é a Megera do Poeta ...

> No Céu não há escravos,

> mas burros, por suposto,

> aos milhões...


10 - NO INFERNO

> No Inferno, também,

> os burros são legião,

> mas não sabem que são...

> Ao passo que, no Céu,

> eles sabem, e,por isso

> mesmo, são apreciados.

>

> 11 - PARTEIRA

> Quem reina sobre si mesmo

> e controla as paixões é mais

> que um Rei, é um Tirano.

> Todo homem nasce livre

> até que a parteira

> lhe ponha as fraldas.



Carlos Felipe Saldanha, Zuca Sardan, nasceu no Rio de Janeiro em 1933, mas vive em Hamburgo. Estudou arquitetura, mas fez diplomacia. Estudou desenho, mas fez letras. Hoje dedica-se a desenhos, vinhetas, poesias e folhetins. Entre seus livros, estão: “Ás de colete, poesias, desenhos” e “Osso do Coração”.


51 visualizações

Deixa Falar: Criação e Edição de Raul Milliet Filho

© 2020 por DEIXA FALAR - O Megafone da cultura -  Orgulhosamente criado com Wix.com